Escola do Samba - Instituto Nação

Instituto Nação
11ª Edição » 29/05/2011
Adriana Moreira homenageou Batatinha
"Dona tristeza, dê passagem à alegria, nem que seja por um dia"

Adriana Moreira teve o primeiro contato com a música na Escola de Samba Camisa Verde e Branco, onde foi praticamente criada. A sua primeira experiência com a música aconteceu em 1996 participando com a "Orquestra Paulista de Samba" da gravação do disco "O Cúmulo do Samba" do compositor Carlinhos Vergueiro. Em seguida integrou o núcleo de músicos e compositores que constituiu o Mutirão do Samba (1997 – 1999), movimento deflagrador de uma série de outras iniciativas notadamente o Samba da Vela, de Santo Amaro; e o Projeto Nosso Samba, de Osasco. Trabalhou como backing vocal, participou do projeto Ilustre e Desconhecido no Sesc Pompéia em 2003 como cantora e também idealizadora do grande show em homenagem ao compositor Batatinha. Em Outubro de 2006 lançou seu primeiro cd "Direito de Sambar – Adriana Moreira canta Batatinha (Oscar da Penha)".

 

Voltar ao Evento

Fotos

 

Voltar ao Evento

Biografia do Homenageado

 

Oscar da Penha, ou melhor, Batatinha, nasceu em Agosto de 1924 e é considerado um dos maiores nomes do samba baiano. Aos 15 anos já compunha suas músicas, mas começou na carreira artística no rádio, inicialmente como cantor em 1944, no programa "Campeonato do Samba" levado pelas mãos do pernambucano Antonio Maria. A partir de então, Batatinha tornava-se um participante ativo desse mundo do rádio, concorrendo como calouro e como compositor. Foi assim que tirou um segundo lugar cantando 212, um samba de Roberto Martins e Mário Rossi. A primeira a pessoa a difundir nacionalmente o nome de Batatinha, foi Maria Bethania, mas durante muito tempo ele ficou quase no anonimato total.

Voltar ao Evento

Comentar