Escola do Samba - Instituto Nação

Instituto Nação
9ª Edição » 22/08/2010
Dona Inah homenageou Ivone Lara
"Sonho meu, sonho meu. Vai buscar quem mora longe, sonho meu"

Nascida em Araras-SP, em 17-05-35, Ignez Francisco da Silva, filha de um pistonista do conjunto Boêmios da Cidade, começou logo cedo sua iniciação musical, estudando bandolim por 3 anos. No início da década de 50 mudou-se para Santo André, passou a cantar profissionalmente, participando e ganhando o famoso concurso Peneira Rodini e, a partir de então, teve muitas portas abertas, passando-se a apresentar com várias orquestras, destacando-se as dos maestros Cyro Pereira (da Radio Record), André Beer, Tobias Troise e entre outros. Distante dos holofotes da mídia, entretanto, seu talento começou a ser lapidado unicamente pelo tempo, pela paixão à música e pela longa história de uma vida, tocada de modo simples através da árdua labuta, trabalhando de babá, doméstica e cozinheira, para criar os filhos. [www.myspace.com/donainah]

 

Voltar ao Evento

Fotos

 

Voltar ao Evento

Vídeos

 
Voltar ao Evento

Biografia do Homenageado

 

Com a morte do pai aos três anos de idade, e da mãe aos doze, foi criada pelos tios e com eles aprendeu a tocar cavaquinho e a ouvir samba, ao lado do primo Mestre Fuleiro; teve aulas de canto com Lucília Villa-Lobos e recebeu elogios do marido desta, o maestro Villa-Lobos. Casou-se aos 25 anos de idade com Oscar Costa, filho de Afredo Costa, presidente da escola de samba Prazer da Serrinha, onde conheceu alguns compositores que viriam a ser seus parceiros em algumas composições, como Mano Décio da Viola e Silas de Oliveira. Compôs o samba Nasci para sofrer, que se tornou o hino da escola. Com a fundação do Império Serrano, em 1947, passou a desfilar na ala das baianas. Compôs o samba Não me perguntes, mas a consagração veio em 1965, com Os cinco bailes da história do Rio quando tornou-se a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores de escola de samba. [Wikipédia]

Voltar ao Evento

Comentar